NOBRE MENTIRA: da isenção e imparcialidade no exercício do jornalismo

Os dois termos “isenção e imparcialidade do jornalista” que se encontram dispersos em tantos “guias e orientações deontológicas e demais legislação relacionada com a comunicação social” são de facto duas mentiras. Mas são mentiras nobres. No contexto platónico, a mentira nobre é uma mentira útil” usada, não para o próprio benefício, mas, sim para o … Continue reading NOBRE MENTIRA: da isenção e imparcialidade no exercício do jornalismo

VITAMINAS PARA A CIDADANIA II: reparar a narrativa sobre o país para servir a agenda nacional

É possível acreditar em alguém que te escravizou, te explorou, te combateu; lutou com ele e finalmente lhe venceu e hoje te diz que tem melhores dicas para encontrares a felicidade? O problema das relações entre Estados não é brincadeira de "muyudus" (entenda-se miúdos). É luta constante de cooperação ou competição ou aproveitamento, que nem … Continue reading VITAMINAS PARA A CIDADANIA II: reparar a narrativa sobre o país para servir a agenda nacional

Vitaminas para a cidadania I: reparar a narrativa sobre o país

O conceito de enquadramento está relacionado à tradição de definição da agenda (agenda-setting). A base da teoria do enquadramento é que a mídia enfoca a atenção em certos eventos e os coloca em um campo de significado. Na essência, a teoria do enquadramento sugere que a forma como algo é apresentado ao público (chamado "o … Continue reading Vitaminas para a cidadania I: reparar a narrativa sobre o país